Pessoal,

Depois de analisar a necessidade de um cliente para monitorar os servidores e equipamentos da sua rede local, sugeri o mesmo utilizar a solução de monitoramento que vem embarcada nos equipamentos sonicwall, segue abaixo dica de como configurar esta funcionalidade.

1 – Vamos clicar em Network e em seguida Network Monitor;

Monitoramento-01

2 – Em seguida clicamos em Add, abrirá um Popup conforme imagem abaixo;

Monitoramento-02

3 – Vamos configurar as opções,
- Name: Vamos criar nome para monitoramento
- Probe Target: Vamos definir qual equipamento vamos monitorar, os campos
- Next Hop Gateway:,Local IP Address:,Outbound Interface: são utilizados para monitorar endereços fora da subnet do sonicwall
- Probe type: Temos 4 opções.
- Ping(ICMP): Monitora um determino endereço disparando solicitações ICMP.
- TCP: Monitora um determinada porta no endereço especificado no parâmetro Probe Target
- Ping(ICMP) – Explicit Route: Funcionamento parecido com Ping (ICMP), só que esta parâmetro é configurado quando vamos monitorar um endereço que está fora da subnet do sonicwall.
- TCP – Explicit Route: Funcionamento parecido com TCP, só que esta parâmetro é configurado quando vamos monitorar um endereço que está fora da subnet do sonicwall.
- Port: Está configuração é liberada quando selecionamos os campos TCP ou TCP – Explicit Route, pois vamos selecionar em qual porta vamos monitor um determinado endereço.
- Probe hosts every Tempo de segundos entre cada teste, este numero não pode ser menor que o valor do campo Reply time out.
- Reply time out Tempo em segundos que Network Monitor aguarda um resposta do teste executado.
- Probe state is set to DOWN after Número de testes perdidos antes que a mudança de estado para DOWN seja efetivada.
- Probe state is set to UP after Número de teste executados com sucesso antes que a mudança de estado para UP seja efetivada.
- All Hosts Must Respond Só efetivar a mudança para UP quando todos os campos citados anteriomente tiverem com seus contados normalizados.
- Comment: Comentário para teste criado.

Monitoramento-03

4 – Segue abaixo um exemplo de como fica a tela quando endereço está sendo monitorado, em status quando ícone fica verde é que endereço está UP e quando fica em Vermelho é que está Down.

Monitoramento-04

Está é um excelente opção para monitoramento básico de Equipamentos, Link’s, Serviços e afins

Boa Pessoal,

Depois de passar 3 dias em São Paulo fazendo curso Network Security Basic Administration (NS-101)e fazer a prova consegui obter a certificação CSSA Certified SonicWALL Security Administrator, para esta prova o curso é de extrema importância, o curso é bem Hand’s on (mão na massa), onde fazendo as todas as configurações no equipamento físico isto dá muito mais “realidade ao curso” e o professor Adriano Amorim ajudou muito também passando todo seu conhecimento adquirido em sua carreira.

cssa_border

Boa Galera!

Informo que hoje conseguir vencer mais uma batalha, consegui ser aprovado na prova 70-246 Monitoring and Operating a Private Cloud with System Center 2012, está prova eu achei mais tranquila que a 70-247.
Agora só mais uma prova para título tão esperado!!!

system_center_2012_logo

Até!!

Boa Jovens!!

Segue pequeno tutorial de um ferramenta muito boa que descobri visitando site do Fabio Hara,com está ferramenta conseguimos converter máquinas virtuais em Vmware Vsphere para Microsoft Hyper-V de forma fácil, pratica e melhor de tudo grátis!
Vamos começar!!!

1- Após efetuarmos a instalação do software que segue padrão “NNF”, abra o programa e nesta primeira tela onde selecionamos host Vsphere.( Preencha com as informações de IP, usuário e senha), se você tiver com seu host integrado ao Active Directory pode fazer conexão com usuário que tenha permissão.

Tela1

2- Neste momento selecionaremos a máquina virtual que será convertida, neste exemplo fiz a conexão a um Vcenter e dentro dele temos 2 hosts Vsphere vinculados.

Tela2

3- Nesta tela é apresentado a configura que está a máquina virtual que selecionamos no passo anterior, podemos alterar algumas configurações como: Nome da Máquinas Virtual, Processador, Memória e Inicialização automática.

Tela3

4- Agora vamos selecionar em qual host hyper-v vamos guardar a máquina virtual, adicionamos endereço IP e selecionamos e logo abaixo marcamos o host que terá a máquina armazenada, se tivermos trabalhando com cluster no lugar do endereço IP do host vamos colocar endereço do cluster e seguida selecionamento o host, para saber qual é o melhor host disponível verificamos o campo rating, que quanto mais estrelas melhor o host.

Tela4

5- Seguindo a configuração, conforme mostrado na imagem vamos selecionar onde ficará armazenado a máquina virtual, definir o formato do disco virtual (deixar marcado a opção VHDX format disk ser for para Windows Server 2012), e logo abaixo selecionar quais serão os switch virtuais que esta máquina terá acesso.

Tela5

6- Este é o momento muito importante na hora da migração que é a definição da área para criação da pasta temporária, o processo ocorre da seguinte forma, o software copia os .VMDK e após copia fará a conversão dos disco para .VHDx. O software fará uma analise nos disco e conforme o campo rating indicará melhor disco, que quanto mais estrelas melhor disco e criamos a raiz dentro do disco, por padrão ele cria conforme a imagem.

Tela6

7- Na tela abaixo é exibido um resumo de todas as configurações feitas para migração, se o check box “star the virtual machine after …” for marcado após a migração a máquina virtual será iniciada, não recomendo marcar este check box pois o interessante é após a migração validar todas a configurações de disco, rede, processador e afins antes de iniciar a máquina virtual.

Tela7

Valeu até a próxima!!

Boa Jovens!!

Não sei se já aconteceu com vocês este tipo de problema, em muitas visitas que faço, alguns clientes me fazem esta pergunta “você sabe como deletar automaticamente as máquinas antigas no domínio?”. Muitos sysadmins acabam não deletando computadores e servidores devido ao trabalho que dá procurar dentro de cada container no active directory e deletar máquina por máquina ou até preguiça mesmo kkk, pensando nisto com ajuda de meu amigo Francisco Garcia elaborei este comando para execução automática desta rotina e ainda gerar um log do que foi deletado. :)

limpar computador

Comando:

dsquery computer -inactive 10 | dsrm -subtree -noprompt -c > c:\teste.txt

Explicação:

dsquery computer -inactive 4 : faz um consulta no active directory por computadores com 10 semanas de inatividade, alterando este valor podemos mudar a quantidade de semanas pesquisadas.

dsrm -subtree -noprompt -c > c:\teste.txt : dsrm é um utilizado para apagar computadores no active directory, os paramentros -subtree -noprompt são para apagar recursivamente e sem interação do usuários e > c:\teste.txt insere o resultado do comando num arquivo teste.txt no C:/ este caminho pode ser alterado. ( Lembrando de executar este comando com elevação no prompt , para pode salvar arquivo no C:/)

Boa Jovens!!!

Segue mais uma dica interessante, este tipo de cenário pode ocorrer em muitas implementações e com isto resolvi divulgar.

Por solicitação de um cliente executei a configuração abaixo, visando a utilização de vários endereços públicos em uma unica interface de rede, segue abaixo o desenho do cenário encontrado e depois o passo a passo.

Desenho1

1 – Temos que adicionar a tabela ARP, o endereço IP desejado e vincular a um mac address e fazer sua publicação.

1

2 – Criação de rota estática vinculando o endereço IP a interface que esta conectado fisicamente ao roteador da operadora.

2

3 – Neste meu cenário foi criado uma regra de redirecionamento deste endereço IP público para um servidor web de teste, para demostração no tutorial, pois o correto seria criação de uma DMZ para esta função. ( lembrando que em original destination foi criando um entrada no Address Objects com IP publico).

3

Obrigado.

Boa Jovens!!!

Informo que hoje conseguir vencer mais uma batalha, consegui ser aprovado na prova 70-247 Configuring and Deploying a Private Cloud with System Center 2012, esta prova foi uma das mais difíceis que já tiver oportunidade de me preparar, até mais que a temida 70-291 do Windows Server 2003.

system_center_2012_logo

Foco, Fé e Força!!!